Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Expressão da Imaginação

Aqui solto a minha mente, para que ela possa sobrevoar os céus dos sete mares. Não posso especificar ao certo o que vou abordar aqui, pois a vida é tudo menos previsível. Mas fica um pouco e deixa te perder...

Expressão da Imaginação

Aqui solto a minha mente, para que ela possa sobrevoar os céus dos sete mares. Não posso especificar ao certo o que vou abordar aqui, pois a vida é tudo menos previsível. Mas fica um pouco e deixa te perder...

Blogs Portugal

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Abismos enfeitiçados.

vladislav-klapin-221346.jpgE de repente uma alucinação que ameaçou o meu coração. “Ama-o outra vez”, sussurrava uma voz ao meu ouvido, que me perseguia e me iria assombrar para o resto dos meus dias.

Engraçado como tudo isto começou que nem um jogo, um fingimento qualquer, tanta coisa poderia definir todo o seu início. Mas eu era nova e não sabia o que fazia. Impulsiva, ainda hoje, surpreendo-me com estúpidas ações. Assim que uma miragem tua aparece diante de mim, percebi que eu não estava livre de perigo. Percebi o quão gigante o risco seria, e que eu tropeçaria nesse abismo de novo. Não que eu tivesse saído do tal abismo, eu permanecia algures por lá, sem forças já há algum tempo, mas pronto, a verdade é que lá por dentro haveria outro abismo à minha espera. Sim, um segundo abismo no interior de um primeiro. E assim me perdi…

Perdida algures, tentando guiar-me a mim própria, mas sem sucesso algum. A verdade é que estou aqui à tua procura, enfeitiçada novamente como tua fiel súdita. E são feitiços sem fim, que eu jamais entenderei. Ultrapassam o meu coração e seguem rumo ao universo, onde por alguma outra galáxia te encontrarei, e finalmente a minha voz sussurrará ao teu ouvido o quanto eu te amei.

 

Photo by Vladislav Klapin on Unsplash